BR040, Proibição de Vans e o Comércio da Rua Teresa

A edição de (17/4) da Tribuna de Petrópolis destaca uma nova matéria sobre a importância da BR-040 para a vida do nosso município.

O jornal comenta o impacto de grandes perdas para os lojistas da Rua Teresa em função da proibição, pela ANTT, do transporte interestadual por vans, uma vez que um grande número de sacoleiros de Minas Gerais utiliza esse meio de transporte para fazer suas compras no pólo de confecções e malharia da Rua Teresa.

Temos, insistentemente, comentado que a ligação rodoviária Rio-Petrópolis-Itaipava tem importância estratégica para a vida de Petrópolis. Pelo menos, 25.000 pessoas, sobem e descem a serra, diàriamente, para trabalhar, para estudar e para outros fins.

Por outro lado, muitos cariocas e pessoas de outras localidades têm casasde fim-de-semana na Serra e/ou fazem turismo na cidade de Petrópolis ena região de Itaipava.

A essa lista devemos incluir os milhares de frequentadores, inclusive “sacoleiros”, que visitam, com regularidade ar ua Teresa, tradicional e importante polo de confecções e malharias de Petrópolis.

Por causa disso, a notícia de que a ANTT – Agência Nacional deTransportes Terrestres – teria proibido o transporte interestadual por vans, significa muitas perdas para os lojistas da Rua Teresa, uma vez que especialmente os “sacoleiros” oriundos de Minas Gerais utilizam aquele meio de transporte para fazer suas compras em Petrópolis.

Levaremos esse assunto para a próxima reunião do Grupo Paritário de Trabalho da CONCER, coordenado pela ANTT, do qual a NovAmosanta participa.

Email this page
Esta entrada foi publicada em BR040, Grupo Paritário de Trabalho da CONCER. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>